8 cactos e suculentas para você cultivar

Os cactos e suculentas são as plantas da moda, principalmente entre as pessoas que vivem nos grandes centros e tem pouco tempo e espaço.

 

Elas tendem a ser mais fáceis de cuidar para aquelas pessoas mais esquecidas, já que o espaçamento das regas é maior.

 

As suculentas são as plantas que armazenam água nas folhas ou no caule, sobrevivendo a períodos de estiagem.

 

Todo cacto é uma suculenta, mas nem toda suculenta é um cacto. Os cactos normalmente possuem as folhas modificadas em forma de espinhos, para evitar a perda de água para o ambiente, pois quanto maior é a área exposta da planta ao sol, mais água ela irá perder na forma de evaporação.

 

Chamamos popularmente de suculentas as plantas que possuem as folhas “gordinhas” e macias.

 

Uma das coisas mais importantes no cultivo de cactos e suculentas é a drenagem do vaso ou terreno onde ela será colocada. Muita água nas raízes mata a planta e facilita a proliferação de pragas.

Mas como em todo cultivo, você deve observar como é o clima da sua região e fazer uma observação para saber como está a adaptação da sua planta.

 

Como plantar em canteiros e em vasos

 

Apresento para vocês uma lista dessas plantas, desde as mais comuns até algumas mais exóticas.

 

A escolha é bem variada e inclui espécies para vaso, para canteiros, passando por algumas de uso culinário e também medicinal.

 

SUCULENTAS

 

Kalanchoe

Nome científico: Kalanchoe blossfeldiana
Família botânica: Crassulaceae

Flores da kalanchoe

Suculenta nativa da África, deve ser cultivada a pleno sol ou meia sombra, recebendo algumas horas de sol por dia.

Floresce do outono até a primavera. Os híbridos de flores dobradas recebem o nome de calandivas.

 

Dedinho de moça

Nome científico: Sedum burrito
Família botânica: Crassulaceae

suculenta dedinho de moça em vaso

 

Suculenta nativa da América do Norte, suporta cultivo em sol pleno e meia sombra.

Possui os ramos pendentes e floresce durante a primavera. Perfeita para cultivo em vasos.

Não suporta clima frio.

 

Echeveria

Nome científico: Echeveria elegans
Família botânica: Crassulaceae

Rosa de pedra echeveria suculenta

Existem várias espécies do gênero Echeveria e sua característica principal é a disposição das folhas em forma de roseta, por isso um dos nomes populares dela é rosa de pedra.

 

A Echeveria elegans é nativa do México e tolera clima tropical e subtropical. Deve ser cultivada a sol pleno e floresce nos períodos mais quentes do ano.

 

Caso você adquira uma echeveria ou qualquer outra planta em um supermercado, por exemplo, o ideal é ir realizando uma adaptação da planta ao sol aos poucos, pois mesmo elas sendo de sol, ao ficarem muito tempo em áreas sombreadas, as plantas podem sentir essa mudança e até queimarem as folhas.

 

Babosa
Nome científico: Aloe succotrina

Família botânica: Asphodelaceae

aloe succotrina planta medicinal

A Aloe succotrina é uma das centenas de espécies conhecidas como babosa, ou de forma genérica como Aloe vera.

 

Possui amplo uso comercial na produção de cosméticos e popularmente de forma medicinal, a “baba” que sai de suas folhas é utilizada em problemas de pele como acne e queimaduras e também para problemas estomacais

 

Floresce no meio do inverno e deve ser cultivada em local com boa luminosidade.

 

Agave Dragão

Nome científico: Agave attenuata
Família botânica: Agavaceae

agave dragão com pendão floral

 

Planta nativa do México, muito utilizada atualmente no paisagismo na formação de maciços, por ser uma planta de bonito efeito e baixa manutenção.

 

O cultivo deve ser a sol pleno.

 

Após um período de 10 a 30 anos de idade (não é exato), esse agave produz uma haste floral bem longa, que dará origem a novas mudas, mas que ocasiona a morte da planta.

 

É o final do ciclo natural dela.

 

CACTOS

 

Cacto São Pedro ou Wachuma

Nome científico: Echinopsis pachanoi
Família botânica: Cactaceae

cacto wachuma com flor

Cacto nativo da região dos Andes, de crescimento lento e que produz lindas flores brancas.

 

Esse cacto vem sendo utilizado a milhares de anos pelos povos nativos dos Andes em rituais de transcendência.

O nome Wachuma tem origem no quéchua e significa “ébrio e consciente”. Já o nome de São Pedro surgiu pela influência cristã na região, significando que o cacto teria as “chaves para o céu”.

 

Pode ser cultivado em vasos ou direto no solo, a pleno sol.

 

Palma ou Figueira da Índia

Nome científico: Opuntia ficus-indica

cacto palma com frutos

Apesar do nome, a palma é nativa da América do Norte e largamente cultivada em regiões semi-áridas do mundo, como complemento de alimentação para animais de criação como bois e cabras.

 

Entretanto, ocorre também o consumo humano do seu caule e principalmente dos seus frutos, do tipo baga, que podem ser consumidos in natura ou em preparações de sucos e geleias.

 

Pode ser utilizado como cerca viva de defesa e é muito resistente a estiagem.

 

Flor de Maio

Nome científico: Schlumbergera truncata
Família botânica: Cactaceae

flor de maio com flores rosas

Planta nativa do Brasil e outras regiões da América do Sul.

Floresce no período do outono.

Na natureza ela cresce presa aos troncos das árvores grandes, por este motivo seu cultivo deve ser a meia sombra.

Apresenta flores de diversas cores, como rosa, vermelho, branco, laranja e salmão.

Gostou das indicações? Compartilhe com seus amigos!

 

Inscreva-se na nossa lista! Não esqueça de entrar no seu e-mail depois e confirmar a assinatura!