Como plantar em canteiros e em vasos

Depois de obter informação e descobrir a melhor planta para sua casa, vamos aprender agora como preparar o local de plantio, tanto em canteiros como em vasos.

CANTEIROS

Se você possui uma área maior disponível para plantio, deve iniciar removendo manualmente ou com enxada as ervas daninhas que poderão prejudicar o desenvolvimento das plantas que pretende cultivar.

 

Deve remover ainda pedras, raízes mortas, pedaços de telhas ou outros materiais que possam estar “sujando” o canteiro.

 

Caso necessário, remova a camada superficial de terra, para facilitar a limpeza da área.

 

Revolva a terra, para deixá-la mais fofa e aerada, facilitando o trabalho das raízes das plantas.

 

Adube a área acrescentando material orgânico, como húmus de minhoca, esterco bovino curtido e farinha de ossos.

 

Uma dica é acrescentar farinha de cascas de ovos, que ajuda a corrigir possível acidez do solo, sem a necessidade de você ser um agrônomo, que é o profissional indicado para orientar sobre correção com calcário, especialmente em áreas de cultivo agrícola.

 

Aguarde um período de 15 dias a um mês antes de plantar, para que o adubo se incorpore ao solo.

Nesse período você pode remover novamente alguns “matinhos” que começarão a nascer.

 

 

VASOS

Para a montagem dos vasos você vai precisar:

  • manta bidim
  • argila expandida (bolinhas de argila)
  • areia (de construção e nunca de praia)
  • substrato para plantio (mistura de terra vegetal/húmus de minhoca/areia)
  • muda

 

Essa é a maneira que eu planto em vasos:

 

Passo 1 : Colocar no fundo do vaso, sob o furo de saída da água (furo de drenagem) um pedaço da manta bidim;

 

Passo 2: colocar uma camada de argila expandida;

 

Passo 3 : colocar sob a camada de argila mais um pedaço da manta, cobrindo toda a largura;

 

Passo 4: colocar uma camada de areia e por cima da areia o substrato para plantio até um pouco acima do meio do vaso;

 

Passo 5: colocar a muda centralizada no vaso, cuidando para não machucar o torrão, se for preciso cavar um pouco com a mão a terra que já foi colocada, faça isso para encaixar corretamente a muda no vaso. Completar com mais terra, até cobrir todo o torrão da muda.

 

Pressionar levemente para que a planta fique bem estabelecida. Regar em seguida. Após a rega, ou mesmo alguns dias depois é comum a terra “abaixar” um pouco, é só completar com mais substrato.

 

A terra do vaso deve ficar aproximadamente 1 a 2 cm abaixo da borda.

 

A manta, a argila e a areia servem para evitar o acúmulo de água nas raízes da planta, algo que pode facilmente levar ao apodrecimento delas e à morte.

A drenagem é fundamental para o cultivo em vasos.

 

A manta serve ainda para evitar a saída da terra e da argila após as regas, evitando a perda de nutrientes e também ajudando a manter a limpeza no local onde os vasos estarão alocados.

 

Caso tenha dúvidas sobre o melhor substrato para sua planta, existem no mercado substratos prontos para diversos tipos de plantas, mas no geral eu uso uma parte de terra vegetal, uma parte de húmus de minhoca e uma parte de areia.

 

Caso a sua planta precise de menos água para sobreviver e possa morrer facilmente pelo excesso de umidade, como é o caso das suculentas, acrescente mais areia nessa mistura.

 

Dica extra: você pode substituir a manta bidim por algum outro tecido sintético e que permita a passagem da água, como o TNT e pode substituir a argila expandida por pedra brita ou seixos.

 

Observação: existem variações na montagem do vaso, mas o princípio de fazer uma boa drenagem da água é o mesmo para todos.

Veja um exemplo de montagem de vaso no vídeo abaixo:

Animado (a) para plantar?

No início são muitas informações, mas o tempo te transformará em um(a) especialista!

Grande abraço.